Pular para o conteúdo principal

DEPUTADOS GASTARAM R$ 30,8 MILHÕES PARA DIVULGAR MANDATO EM 2023. PT E PL LIDERAM RANKING

 


Dados da Câmara dos Deputados apontam que, entre fevereiro e julho deste ano, parlamentares gastaram R$ 30,8 milhões para divulgar os feitos dos próprios mandatos.

Os números foram obtidos pelo Metrópoles, por meio da plataforma de dados abertos da Câmara dos Deputados. Para realizar o levantamento, a reportagem considerou gastos categorizados como “divulgação de atividade parlamentar”.

A categoria inclui a contratação de empresas de comunicação, publicidade, redes sociais e impulsionamento de publicações on-line.

Os gastos com publicidade foram custeados por meio da cota para o exercício da atividade parlamentar (Ceap), benefício mensal concedido a deputados e senadores para despesas como transporte, alimentação e segurança.

O campeão no ranking dos maiores gastos é o deputado Rubens Pereira Júnior (PT-MA) (Foto em destaque). De fevereiro a julho, o parlamentar declarou ter utilizado R$ 227,5 mil da cota parlamentar para custear o serviço.

A lista conta com nomes de diversos partidos. Entre os 10 parlamentares que gastaram mais verba pública com publicidade, estão nomes do PL, como Giacobo (PL-PR), do MDB, Eunício Oliveira (MDB-CE), e do Republicanos, como Marcelo Crivella (RJ-Republicanos).

Partidos

O Partido Liberal (PL) lidera a lista das legendas que mais utilizaram verbas da cota parlamentar com serviços de publicidade.

Os gastos de deputados da sigla com divulgação da atividade parlamentar representam 18,35% do total. A proporção condiz com o tamanho da bancada do PL, a maior da Câmara dos Deputados, com 99 parlamentares.

Em segundo lugar no total de representantes na Casa Baixa, está o Partido dos Trabalhadores, que tem 68 deputados. Os gastos da sigla representam 13,26% do total.

Metrópoles

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEXO, DROGAS E MUITO AMOR. VÍDEO DE SOGRA DE PREFEITO DE CAMPINA GRANDE PROVOCA "FRISSON" NA PARAÍBA

Um vídeo onde a sogra do prefeito de Campina Grande, Soraya Brito, aparece em um motel cheirando cocaína explodiu como uma bomba na Paraíba essa manhã. Soraya Brito é a mãe de Juliana Cunha Lima, casada com o prefeito Bruno Cunha Lima (Solidariedade). Bruno Cunha Lima é sobrinho do ex-governador Cássio Cunha Lima, que foi um dos líderes nacionais do PSDB. O ex-senador vai lançar seu filho, o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB), como candidato ao governo do Estado. A gravação está sendo muito comentada nas redes sociais, e a hashtag #fofocadecampina é uma das mais citadas na região. Ninguém sabe a autoria do vídeo.

CHAPA ELÍDIO QUEIROZ E RODNEY MAIA EM ARTICULAÇÃO PARA A DISPUTA PELA PREFEITURA DE JARDIM DE PIRANHAS

Elidio e Rodney Maia Foto/Reprodução  Está se desenhando no mapa político de Jardim de Piranhas, um duelo gigante com vistas às eleições de 2024.  Pelo lado da situação, mesmo com uma gestão apagada, o empresário e atual prefeito Rogério Couro Fino,    deve ser candidato à reeleição. Para tentar amarrar o apoio da Família Macaco, que uma parte anda descontente com o atual gestor, Rogério tenta emplacar o nome do ex-vereador e empresário Luiz Macaco como vice. A oposição também se mexe, com o desejo do empresário e ex-prefeito, Elídio Queiroz de novamente ser candidato a prefeito do município.  Elídio deixou a prefeitura bem avaliado e busca o apoio do empresário Rodney Maia, para ser seu candidato a vice-prefeito. De acordo com informações, as conversas já foram iniciadas. Rodney Maia, é empresário do ramo do agronegócio, se dá bem com todo mundo, sem divergências na cidade e é de uma importante família política, Maia.  Ele é sobrinho da senadora Zenaide Maia e do deputado federal, Joã

PREFEITOS ESTÃO CHORANDO DE BARRIGA CHEIA SOBRE CRISE, E MUNICÍPIOS RECEBEM EM AGOSTO 40% A MAIS DE FPM EM RELAÇÃO AO ANO PASSADO

  O segundo repasse de agosto do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) às prefeituras será quase 40% maior do que a transferência feita no mesmo período do ano passado. Nesta sexta-feira (18), as cidades recebem quase R$ 1,3 bilhão, ante os R$ 926,5 milhões que embolsaram no dia 19 de agosto de 2022.  O montante já leva em conta o desconto de 20% para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, o Fundeb, que totaliza quase R$ 323 milhões.  Especialista em orçamento público, Cesar Lima diz que o acréscimo aos cofres municipais é significativo e interrompe a queda vista no último dia 10. "Isso vem aí em um ritmo, há alguns meses, de melhora na economia. Estamos em um viés de recuperação dos valores repassados pelo FPM, que esperamos que logo esteja igualado e até superado [o do ano passado] com a melhora dos índices econômicos", afirma.  Alívio Após a queda no primeiro repasse do FPM em agosto, a alta de 40% tr