Pular para o conteúdo principal

COISAS DA POLÍTICA...



Por Saulo Medeiros 

O sonho do hexacampeonato foi mais uma vez adiado em mais quatro anos para o torcedor brasileiro. A seleção perdeu o duelo contra a Croácia, em Doha, no Catar, por 4 a 2 nos pênaltis (empate sem gols no tempo normal e 1 a 1 na prorrogação) e está de novo eliminado nas quartas de final da Copa do Mundo. No estádio Cidade da Educação, o Canarinho não conseguiu acabar com o fantasma diante dos europeus nesta altura da competição.

O presidente eleito Lula (PT) foi às redes sociais parabenizar a seleção brasileira, eliminada da Copa do Mundo. Lula destacou que o tempo se esforçou e que  Neymar  “fez um belo gol”.

“O Brasil se esforçou, Neymar fez um belo gol e o time merecia mais. Meus cumprimentos aos jogadores e comissão técnica. Vamos em frente que na vida jamais podemos desistir”, escreveu o presidente eleito.

Um pouco antes da partida, pelas quartas-de-final,  Lula anunciou os nomes de cinco de seus ministros  no próximo governo, que tomarão posse no dia 1º de janeiro de 2023.

O presidente eleito Lula confirmou, em Brasília, os cinco primeiros nomes de seus ministérios. Em pronunciamento no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede do governo de transição, o petista confirmou as nomeações de  Fernando Haddad  (Fazenda), Mauro Vieira (Relações Exteriores), Rui Costa (Casa Civil), Flávio Dino (Justiça) e José Múcio (Defesa). Embaixador na Croácia, Vieira era o único que não estava presente no momento do anúncio.        

Lula disse que definirá, no fim de semana, o número de ministérios e secretarias que funcionarão em seu governo e que anunciará nova leva de ministros na próxima semana, depois de sua diplomação, marcada para segunda-feira (12). Outros auxiliares serão divulgados posteriormente.

PIORIDADE

Na primeira entrevista concedida após ser confirmada pelo presidente eleito Lula  como futuro ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT) defendeu o estabelecimento de uma nova regra fiscal, em substituição ao teto de gastos, a retomada de acordos internacionais e a reforma tributária como prioridades do início de sua gestão, em 2023.  

OÇAMENTO E SECRETO... 

Congresso avisa à equipe de Lula que caso o orçamento secreto seja derrubado pelo STF pode implodir PEC da Transição. A equipe do petista espera que Corte restrinja mecanismo, usado por Bolsonaro para conquistar apoio parlamentar. Centrão estuda reação e argumenta que só ministério não faz base. Setores do PT viram recado como chantagem.

"TRIBUNAL DE MANAUS"

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro repete o mantra de continuar jogando dentro das quatro linhas da Constituição, o PT, que passa a comandar o Brasil a partir de janeiro, prepara, com respaldo de seus aliados um projeto de vingança. O plano prevê que Jair Bolsonaro seja preso tão logo deixe a presidência da República, quando perderá o direito ao foro privilegiado. O argumento principal será uma série de denúncias recolhidas pela CPI da Covid e que serão requentadas. A ideia seria criar o “Tribunal de Manaus”, onde Jair Bolsoanro e alguns de seus aliados mais próximos seriam condenados e presos. É o que comenta-se em Brasília.

NATAL…

O Brasil hoje está na 80ª posição no ranking internacional de fome, segundo dados divulgados pela Fundação Getúlio Vargas, o que significa que mais de 118 milhões de pessoas passam por algum grau de insegurança alimentar no país. 

FRASE

“Estou com vários nomes na cabeça, como o Felipão quando montou a seleção”.

- Lula em entrevista ao Jornal Nacional no dia 28 de outubro de 2002, em alusão a quem ocuparia os cargos de seu governo. Comandada por Luís Felipe Scolari, a Seleção foi pentacampeã mundial naquele ano.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEXO, DROGAS E MUITO AMOR. VÍDEO DE SOGRA DE PREFEITO DE CAMPINA GRANDE PROVOCA "FRISSON" NA PARAÍBA

Um vídeo onde a sogra do prefeito de Campina Grande, Soraya Brito, aparece em um motel cheirando cocaína explodiu como uma bomba na Paraíba essa manhã. Soraya Brito é a mãe de Juliana Cunha Lima, casada com o prefeito Bruno Cunha Lima (Solidariedade). Bruno Cunha Lima é sobrinho do ex-governador Cássio Cunha Lima, que foi um dos líderes nacionais do PSDB. O ex-senador vai lançar seu filho, o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB), como candidato ao governo do Estado. A gravação está sendo muito comentada nas redes sociais, e a hashtag #fofocadecampina é uma das mais citadas na região. Ninguém sabe a autoria do vídeo.

JUSTIÇA ELEITORAL FISCALIZA CLINICA EM CAICÓ POR SUSPEITA DE COMPRA DE VOTOS; 11 PESSOAS FORAM CONDUZIDAS A DELEGACIA

A Justiça eleitoral realizou nesta segunda-feira(02) uma operação de fiscalização contra supostos crimes eleitorais em uma clinica médica e odontológica localizada na rua Tonheca Dantas nas proximidades da Central do Cidadão no bairro Penedo em Caicó.  Os funcionários da justiça eleitoral receberam denuncias de que a clinica estaria funcionando no domingo a noite e poderia está acontecendo favorecimento politico, mais como não conseguiram fazer a fiscalização naquele momento realizaram na manhã de segunda-feira, feriado de finados.  Ao chegar no local foi constatado a clinica em funcionamento com movimentação de pacientes e ao entrar pediram explicações e foram informados que aproveitaram o feriado para fazer moldagem para posteriormente ser realizado o orçamento do trabalho.  Os servidores da justiça solicitaram apoio da Policia Militar e conduziram até a delegacia para averiguação e prestar depoimentos três pessoas que trabalham na clinica e 8 pacientes que estavam presentes no local

CERVEJA EM FALTA...

Às vésperas das festas de fim de ano, o nível de ruptura da cerveja – índice que monitora a falta de produtos em supermercados brasileiros –, segue em alta. Em novembro, atingiu 19,45%, frente aos 10% registrados no mesmo mês de 2019.  O índice começou a subir em março, no início da quarentena. Nos últimos meses foram registrados 17,64% de ruptura, em setembro, e 18,92% em outubro.  O monitoramento acompanha os dados de 40 mil varejistas no Brasil e é feito pela Neogrid, especializada na sincronização da cadeia de suprimentos.  A falta de cervejas nas prateleiras se deve, principalmente, às dificuldades que as empresas enfrentam para comprar embalagens, como vidro para as garrafas e latas. Apesar do alto índice de ruptura, não há, por ora, risco de desabastecimento do produto.