Pular para o conteúdo principal

POR QUE REGIMES AUTORITÁRIOS REALIZAM ELEIÇÕES?

Egípcios vão às urnas daqui a um mês, em 26 de março, sem muita perspectiva de se surpreenderem com o resultado. O atual presidente, Abdel Fattah al-Sisi, deve ser reeleito sem dificuldades. Sisi concorre com um só candidato, Moussa Mustafa Moussa, que no Facebook defende a candidatura de… Sisi. Os demais cinco candidatos foram detidos ou desistiram de concorrer.  Organizações de defesa dos direitos humanos dizem que esse pleito será, assim, uma farsa.
Esse tipo de situação leva a uma pergunta recorrente: por que realizar eleições se não há possibilidade de mudança? Foi o questionamento feito, por exemplo, quando Bashar al-Assad concorreu à Presidência da Síria em 2007 — foi o único candidato e venceu com 97,62% dos votos.
O sociólogo egípcio Amro Ali tem tem essas explicações. Ele publicou a seguinte lista de tuítes neste domingo (25) explicando por que autoritários gostam de ser eleitos:
1. “Uma questão frequentemente feita: por que ditadores realizam eleições quando é óbvio a todos quem será o vencedor? Os seguintes tuítes não se aplicam apenas às eleições egípcias, mas a ditaduras em geral que realizam eleições. Pela própria natureza de sua posição, ditadores projetam extrema insegurança, pois sua legitimidade não vem de uma representação popular ou da prestação de contas democrática, mas do apoio das elites e do establishment de segurança.”
2. “Ditaduras podem acabar largamente descoladas do público. Com a Primavera Árabe de pano de fundo, a ideia de não estar em contato com a população incomoda os líderes. Mas, em vez de ganhar legitimidade, preferem fabricá-la. Eleições em ditaduras sinalizam a apoiadores por que razão precisam ser cooptados e sinalizam a oponentes que o amplo apoio ao regime leva a mais repressão. Com um toque de ironia, eleições podem prolongar ditaduras.”
3. “Eleições em ditaduras sinalizam ao mundo que um ‘mandato popular’ foi renovado e que o establishment está unido em torno do chefe de Estado. Líderes internacionais precisam lidar com ele, e não com um ministro da Defesa, com um líder popular de oposição etc. É também ligeiramente mais sedutor (apesar de ainda cômico) que um ditador diga ‘meu povo me apoia e é por isso que eu venci as eleições recentes’ em vez de apenas repetir a fala de que ‘meu povo me apoia’.”
 4. “Eleições em ditaduras oferecem uma certa maneira ‘digna’ para que ditadores expurguem simpatizantes de destaque e reembaralhem os ministros de seu gabinete. Isso dá ao público a ilusão de que existe um ‘reset’ e que os problemas econômicos devem ser atribuídos apenas a esses ministros. Uma eleição em uma ditadura permite que um regime teste a força de uma oposição e aprenda mais sobre ela. O período após as eleições significa que o aparato de segurança vai se reorganizar para intimidar oponentes, tanto reais quanto potenciais.”
De Diogo Bercito
Da Folha




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ADOLESCENTE É BALEADA COM TIRO NA CABEÇA NO MUNICÍPIO DE JUCURUTU (RN) E SEU ESTADO É GRAVISSÍMO

Uma adolescente de 17 anos foi baleada com um tiro na cabeça, no final da tarde desta quinta-feira (02), em Jucurutu. A adolescente, foi socorrida e encaminhada ao Hospital Maternidade Terezinha Lula de Queiroz, no municpio de Jucurutu. Seu estado de saúde é gravissímo. A Polícia Militar prendeu o suspeito pelo crime. Segundo informações da Polícia o homem tentou matar uma outra pessoa, conhecida por "Jó do Ouro" mas os tiros acertaram a adolescente. Adolescente estava no local acompanhada da mãe, quando o homem conhecido como  por "Flavino da Internet", chegou ao local e atirou em direção de "Jó" e acertou na cabeça da jovem.

CAICÓ: MOTOTAXISTAS SE ARTICULAM PARA REALIZAÇÃO DE PROTESTO

Segundo informações chegadas ao blog, um grupo de moto taxistas de Caicó, está se articulando para realizarem um protesto contra as novas normas para multas que vão ser aplicadas em Caicó. Segundo o que colhemos de informações, o protesto não será contra o excesso de velocidade. “Somos de acordo estabelecer um limite de velocidade. Agora o que foi dito sobre o que as câmeras de monitoramento vão filmar, que nem sacola podemos carregar?  Isso vai nos prejudicar, a maioria dos mototáxi são pais de família, que vão ser prejudicados”.  Disse um dos articuladores do movimento. Perguntamos sobre o dia e horário deste protesto, mas, fomos informados que eles ainda estão se organizando.   De Roberto Flávio

SEXO, DROGAS E MUITO AMOR. VÍDEO DE SOGRA DE PREFEITO DE CAMPINA GRANDE PROVOCA "FRISSON" NA PARAÍBA

Um vídeo onde a sogra do prefeito de Campina Grande, Soraya Brito, aparece em um motel cheirando cocaína explodiu como uma bomba na Paraíba essa manhã. Soraya Brito é a mãe de Juliana Cunha Lima, casada com o prefeito Bruno Cunha Lima (Solidariedade). Bruno Cunha Lima é sobrinho do ex-governador Cássio Cunha Lima, que foi um dos líderes nacionais do PSDB. O ex-senador vai lançar seu filho, o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB), como candidato ao governo do Estado. A gravação está sendo muito comentada nas redes sociais, e a hashtag #fofocadecampina é uma das mais citadas na região. Ninguém sabe a autoria do vídeo.