Pular para o conteúdo principal

MATERIAL COM POTÊNCIA PARA EXPLODIR 200 AGÊNCIAS BANCÁRIAS FOI APREENDIDO NO RN


Explosivos têm potência para causar explosões em até 200 agências de banco, segundo a polícia (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Do G1/RN

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) apreenderam, neste sábado (29), uma quantidade de explosivos com potência para causar explosões em até 200 agências bancárias. Além disso, os agentes encontraram R$ 40 mil, veículos e armas de fogo. O material estava com uma quadrilha que realizava assaltos a bancos. Durante a operação houve troca e tiros e dois homens foram mortos pela polícia. As informações são da assessoria de comunicação da Polícia Civil.

Os materiais foram encontrados em uma residência em São José do Mipibu, onde estavam os suspeitos pela explosão ocorrida na madrugada do sábado (29) em duas agências bancárias e uma dos Correios nos municípios de Belém e Malta, localizado no estado da Paraíba.

De acordo com a PC, os agentes da Deicor receberam a informação, por um colaborador, de que a quadrilha estaria planejando um roubo neste sábado (29) no estado do Rio Grande do Norte, ou no estado da Paraíba, e que em seguida os criminosos seguiriam para a cidade de Natal. Após a ocorrência do roubo confirmada na PB, foram realizadas diligências e campanas nas estradas para encontrar os foragidos no RN.

 Polícia Civil informou que veículos da mesma descrição que os utilizados no roubo foram encontrados e seguidos pelos policiais até entrarem em uma granja na localidade em Taborda, na cidade de São José do Mipibu, na Grande Natal.

As equipes de agentes formaram um cerco em torno do terreno da propriedade, para evitar fugas e efetuar a prisão dos criminosos. Ainda segundo a assessoria de comunicação da Polícia Civil, os integrantes da quadrilha iniciaram confronto armado com as policiais, conseguindo quebrar o cerco e fugir. Dois dos suspeitos foram atingidos e deixados para trás pelos comparsas. Os dois feridos foram socorridos, mas não resistiram aos ferimentos e morreram. Os corpos ainda não foram identificados.

Na granja em que estavam os assaltantes foram encontrados diversos materiais utilizados nos crimes de roubo a instituições bancárias. Segundo a Polícia Civil, a quantidade encontrada de explosivos é suficiente para causar explosões em até 200 agências.

Várias armas e munições também foram apreendidas pela polícia na operação da Deicor (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Foram apreendidos trezentos e cinquenta espoletins, nove tubos nonel, quatro emulsões encartuchadas, uma carga tubular, quarenta e um estopins, vinte e cinco quilos de ANFO e um carretel de cordel NP5. A polícia acredita que grande parte do material explosivo tenha sido tomado em um roubo a uma pedreira no dia 9 de julho passado, na cidade de São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Natal.

De armas e munições, foram apreendidos cinco pistolas Taurus, um revólver Taurus, uma espingarda Combat, dois fuzis, 11 carregadores calibre 5.56mm, dois cartuchos de calibre 5.56 e 619 munições de diversos calibres.

Também foram apreendidos uma quantia de aproximadamente R$ 40 mil, sendo a maioria manchada de tinta rosa. As manchas são provocadas pelos mecanismos de marcação de notas roubadas instalados nos terminais de banco. Na granja também foram encontrados dois carros e uma moto. Segundo a Polícia Civil, as investigações e diligências continuam para encontrar os foragidos.


DEDÉ AUTO PEÇAS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEXO, DROGAS E MUITO AMOR. VÍDEO DE SOGRA DE PREFEITO DE CAMPINA GRANDE PROVOCA "FRISSON" NA PARAÍBA

Um vídeo onde a sogra do prefeito de Campina Grande, Soraya Brito, aparece em um motel cheirando cocaína explodiu como uma bomba na Paraíba essa manhã. Soraya Brito é a mãe de Juliana Cunha Lima, casada com o prefeito Bruno Cunha Lima (Solidariedade). Bruno Cunha Lima é sobrinho do ex-governador Cássio Cunha Lima, que foi um dos líderes nacionais do PSDB. O ex-senador vai lançar seu filho, o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB), como candidato ao governo do Estado. A gravação está sendo muito comentada nas redes sociais, e a hashtag #fofocadecampina é uma das mais citadas na região. Ninguém sabe a autoria do vídeo.

JUSTIÇA ELEITORAL FISCALIZA CLINICA EM CAICÓ POR SUSPEITA DE COMPRA DE VOTOS; 11 PESSOAS FORAM CONDUZIDAS A DELEGACIA

A Justiça eleitoral realizou nesta segunda-feira(02) uma operação de fiscalização contra supostos crimes eleitorais em uma clinica médica e odontológica localizada na rua Tonheca Dantas nas proximidades da Central do Cidadão no bairro Penedo em Caicó.  Os funcionários da justiça eleitoral receberam denuncias de que a clinica estaria funcionando no domingo a noite e poderia está acontecendo favorecimento politico, mais como não conseguiram fazer a fiscalização naquele momento realizaram na manhã de segunda-feira, feriado de finados.  Ao chegar no local foi constatado a clinica em funcionamento com movimentação de pacientes e ao entrar pediram explicações e foram informados que aproveitaram o feriado para fazer moldagem para posteriormente ser realizado o orçamento do trabalho.  Os servidores da justiça solicitaram apoio da Policia Militar e conduziram até a delegacia para averiguação e prestar depoimentos três pessoas que trabalham na clinica e 8 pacientes que estavam presentes no local

CERVEJA EM FALTA...

Às vésperas das festas de fim de ano, o nível de ruptura da cerveja – índice que monitora a falta de produtos em supermercados brasileiros –, segue em alta. Em novembro, atingiu 19,45%, frente aos 10% registrados no mesmo mês de 2019.  O índice começou a subir em março, no início da quarentena. Nos últimos meses foram registrados 17,64% de ruptura, em setembro, e 18,92% em outubro.  O monitoramento acompanha os dados de 40 mil varejistas no Brasil e é feito pela Neogrid, especializada na sincronização da cadeia de suprimentos.  A falta de cervejas nas prateleiras se deve, principalmente, às dificuldades que as empresas enfrentam para comprar embalagens, como vidro para as garrafas e latas. Apesar do alto índice de ruptura, não há, por ora, risco de desabastecimento do produto.