Pular para o conteúdo principal

MAURO CID, EX-AJUDANTE DE ORDENS DE BOLSONARO VAI DELATAR. DELAÇÃO JÁ FOI ACEITA PELA PF

 

Ainda não se sabe qual o foco da delação premiada do ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, mauro Cid. Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

A Polícia Federal aceitou fechar um acordo de delação premiada com Mauro Cid, ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). A informação é da jornalista Andréia Sadi.

O Ministério Público Federal (MPF) ainda precisa ser ouvido sobre quais as condições para o acordo ser firmado visando a delação de Mauro Cid. De acordo com a jornalista, o ex-ajudante de ordens de Bolsonaro deu depoimentos à Polícia Federal nos últimos 20 dias.

Mesmo que seja aceito o acordo com o MPF, a delação premiada — a exemplo do que aconteceu na operação Lava Jato — só será aceita após passar pelo Supremo Tribunal federal, onde precisa ser homologada.

Ainda não há informações sobre qual será o foco da delação de Mauro Cid, isso porque ele é investigado em mais de um caso. O último depoimento de Cid à Polícia federal aconteceu dia 28 de agosto

    Alvo de diferentes investigações, o tenente-coronel está preso desde o início de maio, acusado de fraudar cartões de vacinação contra a covid-19 e inserir informações falsas nos sistemas do Ministério da Saúde, beneficiando seus parentes e o ex-presidente.

    O novo depoimento ocorre no âmbito da apuração de ações do chamado Hacker da Vaza Jato, Walter Delgatti, condenado a 20 anos de prisão por invadir o telefone celular do ex-juiz federal e hoje senador Sergio Moro (União Brasil – PR) e divulgar parte das mensagens que Moro trocou com autoridades, como o ex-coordenador da força-tarefa Lava Jato e atual deputado federal Deltan Dallagnol (Podemos-PR).

    O hacker também é acusado de invadir os sistemas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e inserir, no Banco Nacional de Mandados de Prisão, falsos alvará de soltura e uma ordem de prisão contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

    Ao depor à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), do Congresso Nacional, no último dia 17, Delgatti afirmou que invadiu o sistema do CNJ para desmoralizar o Poder Judiciário. O hacker disse ter agido a mando da deputada federal Carla Zambelli (PL-SP), de quem ele afirma ter recebido R$ 40 mil. Zambelli nega as acusações.

    Delgatti também assegura que se reuniu com o ex-presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, para discutir a possibilidade de invadir as urnas eletrônicas, com o propósito de fraudar o código-fonte. Segundo o hacker, Mauro Cid teria presenciado sua conversa com o ex-presidente.

    O ex-ajudante de ordens começou a depor à PF sobre as afirmações de Delgatti na última sexta-feira, mas a oitiva foi interrompida.

    Comentários

    Postagens mais visitadas deste blog

    SEXO, DROGAS E MUITO AMOR. VÍDEO DE SOGRA DE PREFEITO DE CAMPINA GRANDE PROVOCA "FRISSON" NA PARAÍBA

    Um vídeo onde a sogra do prefeito de Campina Grande, Soraya Brito, aparece em um motel cheirando cocaína explodiu como uma bomba na Paraíba essa manhã. Soraya Brito é a mãe de Juliana Cunha Lima, casada com o prefeito Bruno Cunha Lima (Solidariedade). Bruno Cunha Lima é sobrinho do ex-governador Cássio Cunha Lima, que foi um dos líderes nacionais do PSDB. O ex-senador vai lançar seu filho, o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB), como candidato ao governo do Estado. A gravação está sendo muito comentada nas redes sociais, e a hashtag #fofocadecampina é uma das mais citadas na região. Ninguém sabe a autoria do vídeo.

    PREFEITOS ESTÃO CHORANDO DE BARRIGA CHEIA SOBRE CRISE, E MUNICÍPIOS RECEBEM EM AGOSTO 40% A MAIS DE FPM EM RELAÇÃO AO ANO PASSADO

      O segundo repasse de agosto do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) às prefeituras será quase 40% maior do que a transferência feita no mesmo período do ano passado. Nesta sexta-feira (18), as cidades recebem quase R$ 1,3 bilhão, ante os R$ 926,5 milhões que embolsaram no dia 19 de agosto de 2022.  O montante já leva em conta o desconto de 20% para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, o Fundeb, que totaliza quase R$ 323 milhões.  Especialista em orçamento público, Cesar Lima diz que o acréscimo aos cofres municipais é significativo e interrompe a queda vista no último dia 10. "Isso vem aí em um ritmo, há alguns meses, de melhora na economia. Estamos em um viés de recuperação dos valores repassados pelo FPM, que esperamos que logo esteja igualado e até superado [o do ano passado] com a melhora dos índices econômicos", afirma.  Alívio Após a queda no primeiro repasse do FPM em agosto, a alta de 40% tr

    ROMBO FISCAL: SITUAÇÃO DA PREFEITURA DE CAICÓ(RN) É UMA DAS PIORES DO PAÍS EM CAPACIDADE DE PAGAMENTO, APONTA RELATÓRIO DO TESOURO NACIONAL

    Reprodução/CAPAG A situação fiscal do município de Caicó está entre as piores do Brasil segundo relatório divulgado pela Secretaria do Tesouro Nacional -STN.  Em uma escala que avalia a capacidade de pagamento dos municípios e que vai de “A” até “C” a Prefeitura de Caicó ficou com a pior nota devido os péssimos índices dos indicadores de poupança corrente que a relação receita/despesa atingindo 98,08% bem como o indicador de liquidez que trata das obrigações financeiras e disponibilidade de caixa onde Caicó chegou a incríveis 228,44% de comprometimento.  Ao atingir a nota “C” o município já fica impedido de receber qualquer financiamento com garantia da união além de está sujeito a outros problemas perante o tesouro nacional.  O que é CAPAG ?  A sigla CAPAG significa Capacidade de Pagamento e faz referência a uma classificação de risco elaborada pelo Tesouro Nacional para avaliar a situação fiscal de entes subnacionais (estados, distrito federal e municípios) e identificar aqueles que