Pular para o conteúdo principal

DIANTE DA SITUAÇÃO DE FAUSTÃO, STYVENSON FAZ APELO POR PROJETO QUE PREVÊ DOAÇÃO DE ÓRGÃOS DE PRESOS

 


Na corrente nacional do apresentador Fausto Silva, o Faustão, que precisa de um transplante de coração, o senador potiguar Styvenson Valentim subiu à tribuna do Senado na tarde de hoje (22) para defender o projeto de lei dele, que prevê redução de pena para o preso que doar órgãos duplos. Inclusive, Styvenson citou a fila de órgãos duplos no Rio Grande do Norte, que poderia ser amenizado com o projeto.

Pela fala de Styvenson, a ideia é que o apenado que tem dois rins, por exemplo, possa doar um para reduzir a fila de mais de 300 pessoas que esperam um órgão como esse no Rio Grande do Norte. “A ideia é estimular o assunto. Eu sugeri 50% da pena, mas o senador Oto Alencar, que é relator do assunto, destacou que é possível reduzir 25%”, ressaltou Styvenson.

Projeto de lei em questão é o 2.822/22. Apresentado no ano passado, a matéria ainda aguarda votação na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado Federal.

FILA DE FAUSTÃO

No início da semana, o apresentador Faustão divulgou que está na fila por um transplante de coração. Mais de 65 mil pessoas estão na fila de transplante de órgãos no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. Destas, 386 estão atualmente à espera de um coração, de acordo com a última atualização no site do Sistema Nacional de Transplantes (SNT) feita na quarta-feira (16).

Embora a fila por um coração seja menor, a situação desses pacientes é mais delicada. No caso do transplante de rim, por exemplo, são quase 37 mil pessoas aguardando, mas, em tese, conseguir um doador pode ser mais fácil já que temos dois rins e é possível viver com apenas um.

Portal 96 FM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ADOLESCENTE É BALEADA COM TIRO NA CABEÇA NO MUNICÍPIO DE JUCURUTU (RN) E SEU ESTADO É GRAVISSÍMO

Uma adolescente de 17 anos foi baleada com um tiro na cabeça, no final da tarde desta quinta-feira (02), em Jucurutu. A adolescente, foi socorrida e encaminhada ao Hospital Maternidade Terezinha Lula de Queiroz, no municpio de Jucurutu. Seu estado de saúde é gravissímo. A Polícia Militar prendeu o suspeito pelo crime. Segundo informações da Polícia o homem tentou matar uma outra pessoa, conhecida por "Jó do Ouro" mas os tiros acertaram a adolescente. Adolescente estava no local acompanhada da mãe, quando o homem conhecido como  por "Flavino da Internet", chegou ao local e atirou em direção de "Jó" e acertou na cabeça da jovem.

SEXO, DROGAS E MUITO AMOR. VÍDEO DE SOGRA DE PREFEITO DE CAMPINA GRANDE PROVOCA "FRISSON" NA PARAÍBA

Um vídeo onde a sogra do prefeito de Campina Grande, Soraya Brito, aparece em um motel cheirando cocaína explodiu como uma bomba na Paraíba essa manhã. Soraya Brito é a mãe de Juliana Cunha Lima, casada com o prefeito Bruno Cunha Lima (Solidariedade). Bruno Cunha Lima é sobrinho do ex-governador Cássio Cunha Lima, que foi um dos líderes nacionais do PSDB. O ex-senador vai lançar seu filho, o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB), como candidato ao governo do Estado. A gravação está sendo muito comentada nas redes sociais, e a hashtag #fofocadecampina é uma das mais citadas na região. Ninguém sabe a autoria do vídeo.

CAICOENSE É ENCONTRADA SEM VIDA DENTRO DE UM CARRO EM NATAL

A caicoense  Milena Azevedo de Sena Alves, 32 anos, foi achada sem vida dentro de um carro próximo à ponte Newton Navarro, em Natal. Corpo foi removido pelo Itep. A família ainda não esclareceu o que pode ter acontecido com Milena, dada como desaparecida pelos familiares horas antes de seu corpo ter sido localizado. Nas redes sociais uma mensagem com despedida a Milena circula desde as primeiras horas desta terça-feira, 02 de janeiro de 2024. Sepultamento será em Natal. MENSAGEM Infelizmente temos uma notícia muito triste para nós Caicoenses. Milena, que estava desaparecida, foi encontrada sem vida dentro de um veículo próximo à ponte Newton Navarro. Os familiares foram reconhecer o corpo no Itep. Ela era filha de Conceição Azevedo e Dircineu Sena. Conceição foi funcionária do Banco do Brasil de Caicó e Dircineu da CAERN.