Pular para o conteúdo principal

LADRÃO ROUBA CARRO DE PADRE, ACHA R$ 23 MIL E DISTRIBUI DINHEIRO NA RUA

Foto: reprodução

O padre Márcio Cândido dos Santos, da paróquia de São José, na cidade alagoana de Canapi, foi vítima de um assalto e teve levados o carro da igreja e cerca de R$ 23 mil em dinheiro. Segundo Márcio, a verba era fruto de ofertas de fiéis e seria usada em gastos da congregação.

O crime ocorreu na última terça-feira (5/7) em Caruaru, Pernambuco, e está repercutindo nas redes sociais porque o ladrão deu entrevista a veículos locais, desmentindo a versão do padre e contando como distribuiu na rua o dinheiro roubado.

O religioso conta que estava na cidade pernambucana porque precisou buscar atendimento médico após passar mal enquanto viajava. “Fui para um retiro de padres na segunda e o percurso era por Caruaru. Chegando lá, jantei, pernoitei, e nesse intervalo, passei mal. Fui direto para o hospital pra ver o que era”, contou o padre.

“Quando eu estava estacionando o carro [no hospital], esse indivíduo me pediu que eu levasse ele no centro. É nítido que este estava totalmente drogado, e com uma arma na cintura, não sei se de fogo ou branca”, completou ele, que conta ter então corrido para dentro do hospital, sem conseguir impedir o roubo do veículo.

De posse da Fiat Toro da igreja, o ladrão, identificado como Evandro Gabriel Santana, de 24 anos, achou os R$ 23 mil que seriam usados para pagar contas da igreja e camisetas de uma peregrinação promovida pela paróquia, e passou a distribuir aleatoriamente para pessoas na rua.

“Eu gritava: quem quer dinheiro, olha o dinheiro, galera. Acho que distribuí uns R$ 20 mil”, afirmou ele. O homem, que foi preso, disse também que na verdade foi abordado pelo padre com uma proposta de carona, mas que não teria sido deixado no centro, conforme combinado. “Aí fiquei com raiva e roubei mesmo”, disse.

O padre nega a versão. A paróquia divulgou uma nota de repúdio após a entrevista do suposto bandido. Veja:

Metrópoles 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

JUSTIÇA ELEITORAL FISCALIZA CLINICA EM CAICÓ POR SUSPEITA DE COMPRA DE VOTOS; 11 PESSOAS FORAM CONDUZIDAS A DELEGACIA

A Justiça eleitoral realizou nesta segunda-feira(02) uma operação de fiscalização contra supostos crimes eleitorais em uma clinica médica e odontológica localizada na rua Tonheca Dantas nas proximidades da Central do Cidadão no bairro Penedo em Caicó.  Os funcionários da justiça eleitoral receberam denuncias de que a clinica estaria funcionando no domingo a noite e poderia está acontecendo favorecimento politico, mais como não conseguiram fazer a fiscalização naquele momento realizaram na manhã de segunda-feira, feriado de finados.  Ao chegar no local foi constatado a clinica em funcionamento com movimentação de pacientes e ao entrar pediram explicações e foram informados que aproveitaram o feriado para fazer moldagem para posteriormente ser realizado o orçamento do trabalho.  Os servidores da justiça solicitaram apoio da Policia Militar e conduziram até a delegacia para averiguação e prestar depoimentos três pessoas que trabalham na clinica e 8 pacientes que estavam presentes no local

SEXO, DROGAS E MUITO AMOR. VÍDEO DE SOGRA DE PREFEITO DE CAMPINA GRANDE PROVOCA "FRISSON" NA PARAÍBA

Um vídeo onde a sogra do prefeito de Campina Grande, Soraya Brito, aparece em um motel cheirando cocaína explodiu como uma bomba na Paraíba essa manhã. Soraya Brito é a mãe de Juliana Cunha Lima, casada com o prefeito Bruno Cunha Lima (Solidariedade). Bruno Cunha Lima é sobrinho do ex-governador Cássio Cunha Lima, que foi um dos líderes nacionais do PSDB. O ex-senador vai lançar seu filho, o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB), como candidato ao governo do Estado. A gravação está sendo muito comentada nas redes sociais, e a hashtag #fofocadecampina é uma das mais citadas na região. Ninguém sabe a autoria do vídeo.

CERVEJA EM FALTA...

Às vésperas das festas de fim de ano, o nível de ruptura da cerveja – índice que monitora a falta de produtos em supermercados brasileiros –, segue em alta. Em novembro, atingiu 19,45%, frente aos 10% registrados no mesmo mês de 2019.  O índice começou a subir em março, no início da quarentena. Nos últimos meses foram registrados 17,64% de ruptura, em setembro, e 18,92% em outubro.  O monitoramento acompanha os dados de 40 mil varejistas no Brasil e é feito pela Neogrid, especializada na sincronização da cadeia de suprimentos.  A falta de cervejas nas prateleiras se deve, principalmente, às dificuldades que as empresas enfrentam para comprar embalagens, como vidro para as garrafas e latas. Apesar do alto índice de ruptura, não há, por ora, risco de desabastecimento do produto.