Pular para o conteúdo principal

OAB/RN CELEBRA DIA DIA ESTADUAL DA MULHER ADVOGADA COM CAMPANHA CONTRA ASSÉDIO E ENTREGA DE MEDALHAS

 

A Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte preparou uma programação para o dia 30, data em que é celebrado o Dia Estadual da Mulher Advogada. Durante o evento haverá o lançamento da campanha nacional "Advocacia sem assédio"; entrega da medalha Wandecy Veras; uma roda de conversa sobre os desafios da profissão, café da manhã e um almoço para a advocacia.


"O Dia Estadual da Mulher Advogada é uma data de reflexão dessa luta de nós mulheres pelos espaços de decisão e igualdade efetiva. Sendo assim, essa atividade da Seccional proporciona uma reflexão e busca uma integração entre a Seccional, Subseções e mulheres advogadas para que a gente possa fortalecer essa luta", destacou a vice-presidente da OAB/RN, Lidiana Dias.

“A OAB/RN incentiva e promove ações para dar melhores condições de trabalho para as mulheres advogadas. O lançamento da campanha e entrega da Medalha Wandecy Veras são importantes ações no sentido de reafirmar o direito de todas, que deve ser lembrado e respeitado o ano inteiro”, disse o presidente da OAB/RN, presidente Aldo Medeiros.

Para o lançamento da campanha, que ocorrerá às 14h, a OAB/RN convidou a presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada, Cristiane Damasceno. Com a campanha, a Ordem abre espaço e oferece todo o suporte para que advogadas e profissionais do Direito falem sobre os episódios de assédio, sem que haja medo de retaliações, e ainda incentiva que os crimes sejam denunciados. As denúncias podem ser direcionadas para o endereço www.advsemassedio.org.br .

Essa campanha é importante porque é necessário questionar a normalização da violência de gênero nos espaços institucionais, nos fóruns, nos tribunais, nas delegacias e nos escritórios. O assédio é uma realidade que podemos modificar, desde que as autoridades se comprometam verdadeiramente", disse a presidente da Comissão da Mulher Advogada, Vânia Furtado.

As homenageadas com a medalha Wandecy Veras foram escolhidas em reunião do Conselho Seccional na última quinta-feira  (19). Serão as advogadas Margarida Seabra Moura e Maria Auxiliadora da Silva Maia.

 Homenagem

Margarida possui larga experiência jurídica e atuação em direito civil e ambiental, Em 1967 passou em 2º lugar no concurso para magistratura, mas foi impedida de assumir por entenderem trazer prejuízo à Corte, a justificativa de um desembargador na época foi de que: “além do período de gestante (quando tem licença de vários meses), a mulher é um pouco dominada pelo marido e o juiz nem deve, nem pode ser influenciada por ninguém".

Concedida pela OAB/RN, a honraria é destinada a advogadas com história de contribuição à valorização da profissão. A Medalha é entregue anualmente no dia 30 de maio, em referência à data de nascimento de Wandecy Veras, primeira advogada registrada na Ordem potiguar, e pelo Dia Estadual da Mulher Advogada.

História

Wandecy Albanês Ferreira Veras tem uma história marcante de pioneirismo em várias áreas do Direito no RN. Além de primeira mulher inscrita na OAB/RN, foi a primeira promotora de Justiça efetiva no Estado, primeira a exercer a magistratura em território potiguar e a terceira em todo o Brasil. A história registra ainda ter sido ela a primeira mulher a tomar assento em um Tribunal de Justiça para julgamento e a primeira mulher a presidir o Tribunal do Júri. Wandecy faleceu em 1990, aos 65 anos de idade, deixando um legado significativo para as mulheres que operam no Direito.


Inscrições: https://bit.ly/DiaMulherAdvogada

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

JUSTIÇA ELEITORAL FISCALIZA CLINICA EM CAICÓ POR SUSPEITA DE COMPRA DE VOTOS; 11 PESSOAS FORAM CONDUZIDAS A DELEGACIA

A Justiça eleitoral realizou nesta segunda-feira(02) uma operação de fiscalização contra supostos crimes eleitorais em uma clinica médica e odontológica localizada na rua Tonheca Dantas nas proximidades da Central do Cidadão no bairro Penedo em Caicó.  Os funcionários da justiça eleitoral receberam denuncias de que a clinica estaria funcionando no domingo a noite e poderia está acontecendo favorecimento politico, mais como não conseguiram fazer a fiscalização naquele momento realizaram na manhã de segunda-feira, feriado de finados.  Ao chegar no local foi constatado a clinica em funcionamento com movimentação de pacientes e ao entrar pediram explicações e foram informados que aproveitaram o feriado para fazer moldagem para posteriormente ser realizado o orçamento do trabalho.  Os servidores da justiça solicitaram apoio da Policia Militar e conduziram até a delegacia para averiguação e prestar depoimentos três pessoas que trabalham na clinica e 8 pacientes que estavam presentes no local

SEXO, DROGAS E MUITO AMOR. VÍDEO DE SOGRA DE PREFEITO DE CAMPINA GRANDE PROVOCA "FRISSON" NA PARAÍBA

Um vídeo onde a sogra do prefeito de Campina Grande, Soraya Brito, aparece em um motel cheirando cocaína explodiu como uma bomba na Paraíba essa manhã. Soraya Brito é a mãe de Juliana Cunha Lima, casada com o prefeito Bruno Cunha Lima (Solidariedade). Bruno Cunha Lima é sobrinho do ex-governador Cássio Cunha Lima, que foi um dos líderes nacionais do PSDB. O ex-senador vai lançar seu filho, o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB), como candidato ao governo do Estado. A gravação está sendo muito comentada nas redes sociais, e a hashtag #fofocadecampina é uma das mais citadas na região. Ninguém sabe a autoria do vídeo.

CERVEJA EM FALTA...

Às vésperas das festas de fim de ano, o nível de ruptura da cerveja – índice que monitora a falta de produtos em supermercados brasileiros –, segue em alta. Em novembro, atingiu 19,45%, frente aos 10% registrados no mesmo mês de 2019.  O índice começou a subir em março, no início da quarentena. Nos últimos meses foram registrados 17,64% de ruptura, em setembro, e 18,92% em outubro.  O monitoramento acompanha os dados de 40 mil varejistas no Brasil e é feito pela Neogrid, especializada na sincronização da cadeia de suprimentos.  A falta de cervejas nas prateleiras se deve, principalmente, às dificuldades que as empresas enfrentam para comprar embalagens, como vidro para as garrafas e latas. Apesar do alto índice de ruptura, não há, por ora, risco de desabastecimento do produto.