Pular para o conteúdo principal

BOLSONARO PEDE CASSAÇÃO DA CHAPA LULA/ALCKMIN E SUSPENSÃO DAS REDES DE JANONES POR FAKE NEWS

Foto: Reprodução 

A defesa da campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) pediu neste sábado (15) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a cassação do registro de candidatura e eventual diploma e inelegibilidade da chapa formada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e pelo ex-governador Geraldo Alckmin (PSB). A alegação é a de que a chapa endossa e se beneficia do compartilhamento de notícias falsas.

Os advogados da campanha de Bolsonaro também pedem a suspensão das contas do deputado federal André Janones (Avante-MG) nas redes sociais e a cassação do registro e diploma do parlamentar, que foi reeleito em Minas Gerais.

A campanha de Bolsonaro afirma que Janones vem utilizando suas redes sociais, de maneira ostensiva, como “verdadeira fábrica de fake news”. O objetivo, escrevem os advogados, seria divulgar e incentivar o compartilhamento em massa de publicações de conteúdo sabidamente falso.

“Além de promover maliciosas ações coordenadas com o objetivo desvelado de esvaziar a eficácia das decisões proferidas pela Justiça Eleitoral”, alega a defesa.

Para a campanha de Bolsonaro, o ex-presidente Lula e o ex-governador Alckmin endossam o que os advogados classificam como um esforço deliberado, organizado e ilegal de Janones “com o único objetivo de degradar a candidatura de Jair Bolsonaro”.

“O benefício da chapa petista à Presidência da República encontra-se nos danos à imagem do candidato Jair Bolsonaro, causados pela atuação de André Janones nas redes sociais, enquanto efetiva estratégia da campanha presidencial adversária, que atinge, diariamente, dezenas de milhares de contas”, escreve a defesa.

Na avaliação dos advogados da campanha de Bolsonaro, em contrapartida, Janones se beneficia na exposição de sua campanha, que teria sido alavancada pela exposição gerada pela repercussão midiática e pelo engajamento dos seguidores petistas em sua empreitada. Eles destacam o fato de Janones ter sido o segundo deputado federal mais votado em Minas Gerais.

“Trata-se de uma verdadeira fábrica de fake news, com produção massiva, ordenada e sistemática, voltada a ofender e desinformar no atacado. Derrubar as redes sociais de Janones até o encerramento das eleições significaria, verdadeiramente, desarmar um criminoso digital, que atenta contra a democracia, o processo eleitoral, a lisura e legitimidade das eleições de 2022”, justificam os advogados.

Janones publicou em suas redes sociais que o debate não deve ser travado pela internet, mas nos tribunais. “Nada de jogar o povo contra a justiça. Somos democratas e respeitamos a lei”, escreveu o deputado.

Em nota, a assessoria de Janones classificou como “absurda” a iniciativa da campanha de Bolsonaro. “É uma clara tentativa de censurar a liberdade do deputado. No corpo da petição inicial, eles anexaram prints falsos.”

Procurada pela CNN, a defesa da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ex-governador Geraldo Alckmin não vai se manifestar sobre o assunto.

CNN Brasil

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEXO, DROGAS E MUITO AMOR. VÍDEO DE SOGRA DE PREFEITO DE CAMPINA GRANDE PROVOCA "FRISSON" NA PARAÍBA

Um vídeo onde a sogra do prefeito de Campina Grande, Soraya Brito, aparece em um motel cheirando cocaína explodiu como uma bomba na Paraíba essa manhã. Soraya Brito é a mãe de Juliana Cunha Lima, casada com o prefeito Bruno Cunha Lima (Solidariedade). Bruno Cunha Lima é sobrinho do ex-governador Cássio Cunha Lima, que foi um dos líderes nacionais do PSDB. O ex-senador vai lançar seu filho, o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB), como candidato ao governo do Estado. A gravação está sendo muito comentada nas redes sociais, e a hashtag #fofocadecampina é uma das mais citadas na região. Ninguém sabe a autoria do vídeo.

JUSTIÇA ELEITORAL FISCALIZA CLINICA EM CAICÓ POR SUSPEITA DE COMPRA DE VOTOS; 11 PESSOAS FORAM CONDUZIDAS A DELEGACIA

A Justiça eleitoral realizou nesta segunda-feira(02) uma operação de fiscalização contra supostos crimes eleitorais em uma clinica médica e odontológica localizada na rua Tonheca Dantas nas proximidades da Central do Cidadão no bairro Penedo em Caicó.  Os funcionários da justiça eleitoral receberam denuncias de que a clinica estaria funcionando no domingo a noite e poderia está acontecendo favorecimento politico, mais como não conseguiram fazer a fiscalização naquele momento realizaram na manhã de segunda-feira, feriado de finados.  Ao chegar no local foi constatado a clinica em funcionamento com movimentação de pacientes e ao entrar pediram explicações e foram informados que aproveitaram o feriado para fazer moldagem para posteriormente ser realizado o orçamento do trabalho.  Os servidores da justiça solicitaram apoio da Policia Militar e conduziram até a delegacia para averiguação e prestar depoimentos três pessoas que trabalham na clinica e 8 pacientes que estavam presentes no local

CERVEJA EM FALTA...

Às vésperas das festas de fim de ano, o nível de ruptura da cerveja – índice que monitora a falta de produtos em supermercados brasileiros –, segue em alta. Em novembro, atingiu 19,45%, frente aos 10% registrados no mesmo mês de 2019.  O índice começou a subir em março, no início da quarentena. Nos últimos meses foram registrados 17,64% de ruptura, em setembro, e 18,92% em outubro.  O monitoramento acompanha os dados de 40 mil varejistas no Brasil e é feito pela Neogrid, especializada na sincronização da cadeia de suprimentos.  A falta de cervejas nas prateleiras se deve, principalmente, às dificuldades que as empresas enfrentam para comprar embalagens, como vidro para as garrafas e latas. Apesar do alto índice de ruptura, não há, por ora, risco de desabastecimento do produto.