Pular para o conteúdo principal

HOSPITAL MATERNIDADE ARAKEN IRERÊ PINTO GANHA NOVAS INSTALAÇÕES EM NATAL



Em uma etapa de reorganização dos serviços de atenção materno-infantil da rede pública de Saúde em Natal, a Prefeitura vai disponibilizar para a população nos próximos dias o novo Hospital Maternidade Araken Irerê Pinto (HMAIP). A unidade passará a funcionar na antiga sede do Hospital Municipal, em Petrópolis. Com a mudança para as novas instalações, que foram completamente reformadas para gerar mais conforto e segurança no atendimento, também foi feita a ampliação de 38 para 63 leitos. Além disso, o hospital maternidade possui UTI com nove leitos, três salas de cirurgia e um pronto atendimento voltado à gestante em trabalho de parto, projetado para atendimento humanizado.

Os serviços ofertados pelo Hospital Maternidade terão demanda aberta para todas as gestantes do Município. A mudança promove qualidade no atendimento às parturientes, uma vez que amplia o número de vagas e melhora o fluxo da assistência, especialmente na internação e procedimento de parto. O prefeito Álvaro Dias fez uma visita técnica à unidade e reforçou o propósito da melhoria nos serviços. “Esse é mais um avanço que estamos promovendo para oferecer uma melhor assistência aos usuários da rede pública municipal de Saúde. Já havia uma necessidade de reforçarmos os nossos serviços maternos e infantis e a chegada do Hospital Maternidade Araken Pinto contribui para suprir essa lacuna. Nosso atendimento não deixará a desejar ao de nenhuma unidade particular existente em Natal, inclusive na realização de partos humanizados. Como médico, sei muito bem da importância de prestarmos um atendimento de excelência para gestantes e seus bebês. Na nova maternidade Araken Pinto, elas serão bem acolhidas, atendidas e terão à disposição o melhor em estrutura e serviços de ginecologia e obstetrícia”, detalha o prefeito Álvaro Dias.

As novas instalações da Maternidade vão dispor de oito leitos de pronto atendimento obstétrico, dois consultórios, uma sala de pré-parto e parto, um leito de estabilização e salas para ultrassonografia e cardiotocografia no andar térreo, 25 leitos de enfermaria pós-parto para tratamento clínico da gestante e quatro leitos de clínica cirúrgica no primeiro andar, além de 16 leitos de enfermaria pré e pós-parto, cinco suítes pré-parto (humanizado), cinco salas pré e pós-parto, quatro leitos de recuperação pós anestésica e três salas de cirurgia no segundo andar.

No quadro de funcionários, serão 600 profissionais envolvidos diariamente na unidade, entre profissionais médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêuticos, fisioterapeutas, anestesistas, bioquímicos, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas e apoio administrativo.  O local ainda abriga uma sala de vacina exclusiva com os imunobiológicos da primeira infância, que os recém-nascidos devem tomar nas primeiras horas de vida, como a BCG (tuberculose) e Hepatite B.

“Essa melhoria traz benefícios para todos. Promove aos pacientes mais conforto no atendimento, pois ampliamos o número de leitos, trazendo melhoria na qualidade assistencial. Também faz com que os profissionais de saúde façam o exercício profissional com segurança e qualidade necessária. Conseguimos também uma economia de recursos financeiros através dessa mudança”, indica o secretário municipal de Saúde, George Antunes.

Para abrigar os pacientes de clínica médica geral anteriormente atendidos no Hospital Municipal, a SMS/Natal redistribuiu os serviços na rede e firmou convênios com outras unidades de saúde para encaminhar os pacientes que precisam de atendimento e chegam à regulação através das unidades de pronto atendimento (UPA’s). Com a mudança, Natal amplia também o número de leitos clínicos para mais de 100.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

JUSTIÇA ELEITORAL FISCALIZA CLINICA EM CAICÓ POR SUSPEITA DE COMPRA DE VOTOS; 11 PESSOAS FORAM CONDUZIDAS A DELEGACIA

A Justiça eleitoral realizou nesta segunda-feira(02) uma operação de fiscalização contra supostos crimes eleitorais em uma clinica médica e odontológica localizada na rua Tonheca Dantas nas proximidades da Central do Cidadão no bairro Penedo em Caicó.  Os funcionários da justiça eleitoral receberam denuncias de que a clinica estaria funcionando no domingo a noite e poderia está acontecendo favorecimento politico, mais como não conseguiram fazer a fiscalização naquele momento realizaram na manhã de segunda-feira, feriado de finados.  Ao chegar no local foi constatado a clinica em funcionamento com movimentação de pacientes e ao entrar pediram explicações e foram informados que aproveitaram o feriado para fazer moldagem para posteriormente ser realizado o orçamento do trabalho.  Os servidores da justiça solicitaram apoio da Policia Militar e conduziram até a delegacia para averiguação e prestar depoimentos três pessoas que trabalham na clinica e 8 pacientes que estavam presentes no local

SEXO, DROGAS E MUITO AMOR. VÍDEO DE SOGRA DE PREFEITO DE CAMPINA GRANDE PROVOCA "FRISSON" NA PARAÍBA

Um vídeo onde a sogra do prefeito de Campina Grande, Soraya Brito, aparece em um motel cheirando cocaína explodiu como uma bomba na Paraíba essa manhã. Soraya Brito é a mãe de Juliana Cunha Lima, casada com o prefeito Bruno Cunha Lima (Solidariedade). Bruno Cunha Lima é sobrinho do ex-governador Cássio Cunha Lima, que foi um dos líderes nacionais do PSDB. O ex-senador vai lançar seu filho, o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB), como candidato ao governo do Estado. A gravação está sendo muito comentada nas redes sociais, e a hashtag #fofocadecampina é uma das mais citadas na região. Ninguém sabe a autoria do vídeo.

CERVEJA EM FALTA...

Às vésperas das festas de fim de ano, o nível de ruptura da cerveja – índice que monitora a falta de produtos em supermercados brasileiros –, segue em alta. Em novembro, atingiu 19,45%, frente aos 10% registrados no mesmo mês de 2019.  O índice começou a subir em março, no início da quarentena. Nos últimos meses foram registrados 17,64% de ruptura, em setembro, e 18,92% em outubro.  O monitoramento acompanha os dados de 40 mil varejistas no Brasil e é feito pela Neogrid, especializada na sincronização da cadeia de suprimentos.  A falta de cervejas nas prateleiras se deve, principalmente, às dificuldades que as empresas enfrentam para comprar embalagens, como vidro para as garrafas e latas. Apesar do alto índice de ruptura, não há, por ora, risco de desabastecimento do produto.